A aura de Chico

Segundo um investigador da NASA a aura de Chico teria mais de 10 metros!
O assunto gerou muita controvérsia. Ao serviço da NASA ou outra instituição qualquer, a verdade é que quem conviveu com o missionário sabe bem que não seriam necessárias maquinas para atestar a a amplitude do seu magnetismo!

 

NASA

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos da América (NASA) é uma agência do Governo dos Estados Unidos da América, criada em 1958, responsável pela pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e programas de exploração espacial.
Em 1978, um cientista da NASA, o Dr. Paul Hild (que alguns apontam como Uri Geller), realizou uma pesquisa sobre os dons mediúnicos de Chico Xavier. Durante 6 dias o engenheiro electrónico esteve em Uberaba e acompanhou Chico Xavier.

 

A pesquisa e Resultados

Com o auxílio de avançados aparelhos electrónicos para a época, o cientista, detectou vozes de espíritos no recinto onde o médium estava e uma exteriorização energética (Irradiação de Energia, ou Halo Energético) à volta de Chico Xavier. Era a aura do médium.
Segundo declarou, utilizou uma aparelhagem capaz de captar, “sons emitidos por espíritos no espaço” e disse, ainda, que “um dos aparelhos deixou de funcionar sob a força do olhar do médium”.
Segundo o pesquisador, a aura espiritual de Francisco Cândido Xavier é sentida num raio de dez metros, fato considerado extraordinário, pois “outros médiuns pesquisados mostraram uma aura de um raio máximo de dois centímetros”.

No caso de Francisco Cândido Xavier, o que espantou o pesquisador da NASA foi que a aura dele se propagava por um raio de 10 metros ao seu redor. Pesquisas anteriores utilizando outros Médiuns mostraram que a maioria das irradiações não ultrapassava 2cm, chegando, no máximo, a 4 metros.

Pelos resultados obtidos com a extraordinária presença de Chico Xavier, o Dr. Paul Hild obteve da NASA permissão para continuar a pesquisar Chico Xavier.

 

Publicações

O jornal "Folha Espírita" na sua edição n. 51, de junho de 1978, concluiu: “Tudo isso deve ser observado tendo em vista que o espírito transfixando o tempo transfixa o espaço e o grande problema da exploração do espaço interplanetário é um problema de tempo”. Estamos ainda em ângulo muito próximo para imaginar a importância dessa pesquisa e suas incalculáveis consequências para o progresso humano e o encontro com os outros mundos, evidentemente habitados.

Já o jornal "O Estado de S. Paulo", de 30 de abril de 1978, publicou o seguinte artigo:
“NASA estuda a mediunidade de Chico Xavier - “Um especialista da NASA, o engenheiro electrónico Paul Hild, permaneceu seis dias em Uberaba estudando a mediunidade de Francisco Cândido Xavier. Durante esse período, além de entrevistá-lo, o engenheiro manteve contatos com autoridades espíritas e católicas da cidade, revelando-se impressionado com a mediunidade de Xavier constatada nos testes. Paul Hild trouxe ao Brasil sofisticada aparelhagem electrónica e uma câmara de tevê em circuito fechado. A NASA tem uma equipe para estudar esse tipo de fenômeno”.

 

Acusação

Por ter o carimbo de um funcionário da NASA, esta informação é para algumas pessoas controversa, e muitos foram aqueles que acusaram estas afirmações de farsa, lenda e mito urbano. Um dessas pessoas é Francisco Amado, que chega mesmo a publicar um texto, muito bem argumentado, onde questiona a veracidade dos fatos afirmados, e afirma que o cientista nem sequer existe.

Leia aqui:
http://www.artigos.com/artigos/5733-nasa-estuda-a-aura-de-chico-xavier

 

Defesa

Sheila Ostrander e Lynn Schroeder no livro “Experiências Psíquicas além da Cortina de Ferro” afirmam que no fim do ano de 1939, uma comissão de cientistas russos convidou Francisco Cândido Xavier para ir à Rússia durante 6 meses, para que fosse submetido a vários testes relacionados com as suas capacidades. Pagar-lhe-iam a viajem e a quantia de trezentos contos de réis. Esta verba era muito elevada para a época e poderia ajudar a levantar mais de 50 casas. Chico sentiu-se tentado. Estava quase a aceitar quando Emmanuel apareceu e lhe disse: "Se queres ir podes, eu fico!"

Para que a verdade possa ser compreendida por todos aqueles que a procuram com diligencia, e porque a pessoa de Chico Xavier não é uma pessoa vulgar, a explicação e defesa da veracidade dos fatos, foi também muito bem exposta por muitos, incluindo a de Rogério Godoy, que pode ler abaixo:

Leia aqui:
https://contatoalienigena.blogspot.pt/2017/04/nasa-chico-xavier-teria-aura-de-10.html

 

 

Para finalizar, encontrámos este vídeo de Divado P. Franco onde, ao minuto 3`10m fala sobre este tema. Divaldo não refere a NASA mas "pesquisadores de um laboratório de parapsicologia".

Ao serviço da NASA ou outra instituição qualquer, a verdade é que quem conviveu com o missionário sabe bem que não seriam necessárias maquinas para atestar a a amplitude do seu magnetismo!

 

Importante saber!

Qual a diferença entre perispirito, aura e duplo etéreo?
Para quem não está familiarizado com o termo aura e o acha místico, saiba que entre 1912 e 1920, o doutor Walter Kilner, médico-cirurgião do Colégio Real dos Físicos de Londres, pesquisador dos raios X, recém-descobertos, e de técnicas de eletroterapia, proclamou a existência da aura humana e divulgou um método capaz de torná-la visível, dando-lhe o nome de fluvioscopia.
Mais tarde Keith Sherwood, outro notável nessas pesquisas, membro do Conselho Britânico de Cores, catalogou os tons da aura e definiu 1.400 tons de azul, mil matizes de vermelho, mais de 1.400 de castanho, acima de 80 de verde, 55 de laranja, 26 matizes de violeta e mais de 12 tons de branco. Chegou à conclusão que a aura tem um formato oval e segue de certa forma o corpo, mas que varia muito de um para outro, segundo a vitalidade do indivíduo, podendo-se estender muito além do corpo físico. A textura, a cor e o tamanho indicariam a disposição da pessoa. Segundo tais estudos, a textura indicaria o caráter enquanto a forma e a cor diriam da saúde e condição emocional.

Perispirito: é o conjunto energético (fluidico) que atua como intermediário entre o espírito (o ser inteligente e imaterial) e a matéria grosseira e pesada (corpo físico). É tido, pela sua composição e funcões, como um "corpo espiritual" ou seja, um envoltório semi-material do espírito (pois as energias são mais subtis que a matéria). De entre as suas principais funções destaca-se a ligação com o corpo físico e a morfologia espiritual.

Duplo etérico: denominado por alguns como corpo vital, ou campo vital, é um conjunto de energias mais materializadas, cuja função básica é a ligação do perispirito ao corpo físico, provendo-lhe vitalidade.

Aura: é um nome genérico para as irradiações energéticas que ocorrem a partir do espírito. O perispirito irradia, o duplo etérico irradia e o corpo físico também irradia. Este conjunto de irradiações é geralmente denominado aura. Alguns autores acreditam que a aura captada pelas fotos Kirlian se referem as irradiações do duplo etérico+corpo físico e não do perispirito. Os clarividentes geralmente conseguem perceber a aura dos indivíduos, que aparecem na forma de irradiações coloridas variáveis e em movimento incessante (como uma chama acesa, numa analogia). O espírito André Luiz em algumas obras denomina a aura de "halo vital".

 

Fontes:
http://www.forumespirita.net/fe/audio-video/chico-xavier-nasa-estuda-a-aura-de-chico/15/#.WwvylEgvyM8
https://contatoalienigena.blogspot.pt
http://espiritadoterceiromilenio.blogspot.pt/p/lancamentos.html
CVDEE - Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo

 

Artigo por MJA

Por AELP | Todos os direitos de publicação do artigo ou parte dele são gratuitos, desde que mantenha o link do site.

 

Ajude-nos a divulgar o Espiritismo! Partilhe e partilhe as suas informações abaixo!

 

Partilhar!